De acordo com o Interactive Advertising Bureau , os gastos com publicidade móvel estão subindo vertiginosamente. Como o Wall Street Journal divulgou, os gastos com publicidade móvel no primeiro semestre de 2013 atingiram cerca de US$ 3 bilhões, mais que o dobro dos US$ 1,2 bilhão em 2012.
 
Para as grandes empresas, marketing móvel não é mais uma experiência. Mas isso não significa que todas as empresas devam apostar suas fichas no marketing móvel. É preciso trabalhar de forma consciente.
 
Para começar, é preciso entender os tipos diferentes de mobile marketing, aproveitar seus pontos fortes e aprender a trabalhar dentro das suas limitações . O maior nome em anúncios para celular permanece sendo o Google e a plataforma Android tem cerca de 80% de participação de mercado de sistemas operacionais móveis.
 
De acordo com o artido do WSJ, eMarketer estima que o Google vai ter quase 47% do mercado de publicidade móvel este ano, em grande parte graças aos links patrocinados. Isso significa que não basta considerar onde você vai publicar sues anúncios, mas se sua empresa tem uma estratégia coerente de comunicações móveis, incluindo sites mobile -friendly.
 
O Facebook, está apostando fortemente no marketing mobile, pois muitos de seus usuários se conectam a partir de seus celulares. Por causa do layout do aplicativo, um anúncio deve aparecer no meio de que os consumidores estão lendo. E para aproveitar este potencial sem enfrentar problemas, é importante ter ajuda profissional para criar e publicar anúncios nesta rede social. O Twitter também quer a sua parcela neste mercado.
 
Seja lá o caminho que sua empresa queira tomar, quando se trata de marketing mobile escrever um bom anúncio é fundamental. O espaço visual é menor que o habitual, portanto as palavras ganham mais força.
 
Marketing mobile é muito importante para empresas de todos os tamanhos. Certifique-se de fazer sua lição de casa, gastar de forma eficiente e entregar a melhor resposta àquilo que as pessoas estão procurando.