O bom vendedor já sabe que métodos de venda tradicionais já não bastam. Com quase 90% dos potenciais compradores realizando pesquisas on-line e com entre 60 e 70% das vendas sendo concluídas a partir dessas informações, usar as mídias sociais no processo de vendas se torna obrigatório. O “social selling” dá acesso irrestrito aos compradores quando eles estão fazendo a sua pesquisa on-line para que você possa usar o seu tempo lidando com as pessoas que querem comprar, em vez de procurar aleatóriamente.

Venda tradicional x venda social

Você está gastando tempo e dinheiro em folhetos, campanhas de mala-direta e anúncios de jornal sem saber se realmente trazem resultados ou se são descartados na primeira oportunidade? Ou gastando tempo e dinheiro se deslocando para atender os clientes que podem não comprar seus produtos e serviços? Se isso soa familiar, então é hora de modernizar a sua abordagem com a venda social.
Vendedores astutos que já conhecem o social selling criam conteúdo on-line para clientes em potencial o que mostra que eles são especialistas em sua área. Ao fornecer conteúdo e recursos valiosos, eles constroem a confiança e têm acesso a potenciais clientes que estão fazendo a sua pesquisa antes de fazer a uma compra. A capacidade de atingir um grande público com um único post do blog, atualização LinkedIn ou tweet é o que torna o uso de mídias sociais para geração de leads um recurso fantástico.
Este conteúdo relacionado ao social selling podem compartilhados com amigos, colegas e familiares de clientes e potenciais clientes em redes sociais; abrindo portas para ainda mais clientes potenciais. Afinal, nenhuma técnica de vendas pode influenciar uma compra mais do que uma referência de um amigo de confiança.

Novos compradores precisam de novas estratégias de venda

Graças à Internet e à acessibilidade que os dispositivos móveis trazem, os consumidores estão mudando a maneira de comprar drasticamente. É mais conveniente do que nunca fazer compras on-line e fazer a pesquisa para compras futuras enquanto se está parado no trânsito, esperando no consultório do médico ou até mesmo em sua pausa para o almoço. Como eles estão inovando na forma de comprar, você também deve evoluir suas estratégias de vendas para ficar à frente da curva.
Um estudo do CEB descobriu que até 57% do processo de tomada de decisão do comprador já está concluído no momento em que ele decide falar com uma pessoa de vendas. Isso significa que você precisa ter uma presença social que seja envolvente e perspicaz se você quiser influenciar essas decisões do cliente.

O comprador moderno

Os consumidores de hoje são capacitados, bem informados e socialmente conectados. Se você deseja criar um fluxo contínuo de potenciais clientes, você precisa de recursos on-line que você possa compartilhar com seu público-alvo que não necessariamente giram em torno de seus produtos. Você precisa estar ativo em redes sociais e compartilhar idéias com os compradores educando-os na fase certa do ciclo de compra. Assim que você se torna menos uma “pessoa de vendas” e mais um provedor de soluções para problemas reais. Ao definir-se como um especialista na área, você ganha a confiança e o interesse de potenciais clientes e transforma seus clientes existentes em divulgadores do seu trabalho.
Com 92% dos compradores fazendo pesquisas on-line e 37% interagindo com empresas em redes sociais, você precisa ser parte da conversa. Se você não começar a aproveitar as mídias sociais para geração de negócios, você pode apostar que seus concorrentes o farão!