Você provavelmente já ouviu falar de Marketing de Conteúdo, certo?

E talvez tenha pensado: “Meu negócio é B2B, Marketing de Conteúdo é para empresas B2C. O que eu preciso mesmo é de uma força de vendas matadora!”

Será que é só isso? E será que sua força de venda não pode ser mais um canal de distribuição de conteúdo?

Fotolia-Blogging-Ideas-fromSocial-Media

Cada vez mais, o foco em Marketing de Conteúdo aumenta, e com razão. Com clientes independentes e participativos, mais do que nunca o conteúdo precisa prender a atenção da audiência e orientá-la nas decisões de compra.
A  estratégia de distribuição deste conteúdo deve ser cuidadosamente definida e alinhada com seus negócios. Confira alguns canais de distribuição de conteúdo muitas vezes ignorados, mas que você deve aproveitar:


1. Equipe de vendas e gerenciamento de contas

Gerentes de atendimento e negociantes conectam sua empresa ao mundo exterior. São eles os responsáveis por resolver os problemas dos seus clientes. Representantes de vendas e gerentes de conta dedicam a maior parte do tempo construindo relacionamentos. Seus parceiros de marketing podem identificar ideias para o conteúdo a partir de perguntas recebidas. Criar conteúdo em conversas em andamento também pode facilitar a construção de relacionamento.


2. E-mail

É muito improvável que sua audiência visite seu blog com frequência só para verificar as novidades; mesmo se os leitores amarem o seu conteúdo, o fato é que eles não têm tempo. O e-mail, portanto, é um canal mais do que essencial para alcançar e engajar esse público. Ao publicar no blog, envie uma notificação, mas cuidado com spams. Em vez de se preocupar com o visual, priorize a forma de um bom conteúdo e um link do artigo na íntegra.
3. “Sindicalização” do conteúdo
Uma solução para ampliar o alcance do seu conteúdo é associá-lo a outro blog ou canais de mídia. Para isso, você deve construir um bom relacionamento com blogs, marcas e publicadores relevantes e lançar conteúdo relevante regularmente.

 

4. Influenciadores do LinkedIn
O LinkedIn lançou recentemente um programa de influenciadores, disponível apenas para os usuários beta, por enquanto. Em breve, qualquer inscrito poderá publicar, associar e distribuir conteúdo na plataforma.
O conteúdo pode ajudá-lo a reforçar laços, inspirar engajamento e ampliar relacionamentos. Experimente novas ideias e técnicas de distribuição. Não há motivo para prender-se a um padrão estabelecido, mesmo porque não existe um, não é mesmo?